Se você está buscando um objetivo financeiro, mas não está alcançando, talvez lhe falte uma planilha de gastos. À princípio, pode parecer que montar uma planilha é algo difícil e complicado, afinal, você precisa preenchê-la constantemente. Mas, quando você entende a importância da planilha de controle para alcançar seus objetivos e adquirir saúde financeira, é mais fácil montar a sua e mantê-la atualizada. Ter controle sobre suas finanças é extremamente importante para alcançar a estabilidade financeira.

Por isso, nós separamos algumas dicas para você conseguir montar sua planilha e fazer com que ela realmente funcione. Neste texto, você vai aprender sobre a importância e as vantagens das planilhas de gastos e o que elas precisam ter para ser eficientes.

O que é uma planilha de gastos?

Basicamente, uma planilha de gastos é um controle de finanças. Ela faz parte da vida de quem tem uma boa educação financeira. Por meio da planilha de gastos, é possível organizar as despesas e somá-las. Essa é uma forma de saber para onde está indo seu dinheiro. Ter uma planilha de controle é muito mais vantajoso do que não ter, pois assim você consegue conhecer o fluxo do seu dinheiro.

Existem vários modelos de planilhas e várias formas de fazê-las. O importante é que o modelo escolhido por você realmente funcione e seja eficiente. 

Passo a passo de como fazer uma planilha de gastos

Para fazer uma planilha de gastos simples, não precisa de muita coisa. Se você tiver conhecimento básico de Excel, já é suficiente. Aqui vão algumas dicas para começar a montar sua planilha de gastos o mais simples e rápido possível:

  1. Antes de mais nada, é preciso definir qual será sua plataforma para a planilha. Entre os meios mais comuns, estão o Excel e o Google Drive.
  2. Feito isso, comece definindo o que será lançado na planilha. Você pode escolher se quer incluir apenas suas despesas ou suas entradas também.
  3. Crie colunas e as nomeie. Coloque nomes como descrição, data, valor etc, para descrever bem cada assunto.
  4. Escreva todos os meses nas colunas, pulando a primeira.
  5. Ao longo das linhas da primeira coluna, liste suas despesas fixas e variáveis.
  6. Um modo de facilitar a compreensão é lançar as despesas e as receitas na mesma coluna. Mas, você deve diferenciar as receitas com um sinal de mais (+) e as despesas com um sinal de menos (-).
  7. Use uma das células para conter a somatória dos valores inseridos em cada coluna. Isso facilita na hora de acompanhar seu saldo.
  8. Crie uma aba diferente para cada mês. Quando estiver num próximo mês, copie o saldo do mês anterior na primeira célula da aba seguinte.
  9. Some suas despesas e faça comparações. Compare as somas de suas despesas do mês atual com as somas dos meses anteriores. Dessa forma, fica mais fácil saber o que precisa melhorar e o que pode ser mantido em seus hábitos financeiros.

Bônus:

Atribua categorias aos gastos

Divida seus gastos em categorias, como: moradia, comida, filhos, carro, mercado etc. Ao final do mês, por exemplo, você pode gerar um gráfico por meio do qual conseguirá perceber com o que você gasta mais.

Estabeleça metas

Quando temos uma meta, conseguimos medir quais esforços teremos que fazer para conseguir alcançá-la. Se sua meta é se aposentar em 20 anos, fazer uma viagem ou comprar um carro, por exemplo, você terá que definir como vai agir para conquistar seu objetivo. Uma boa forma de começar é separando um valor fixo mensal para juntar a quantia suficiente. Tendo um valor fixo também é possível calcular a quantidade de tempo necessária até atingir a meta. Você também pode direcionar a rentabilidade de seus investimentos exclusivamente para seu objetivo.

Se você ainda não sabe como investir para alcançar suas metas, confira nosso material sobre os melhores tipos de investimentos relacionados a cada objetivo:

investimentos para cada objetivo de vida

Tenha uma reserva de emergência

Ter uma reserva de emergência faz parte de uma boa educação financeira. Ela é extremamente importante pois nos prepara para momentos imprevisíveis. Em momentos de emergência, nos quais precisamos desembolsar valores fora do orçamento habitual, as reservas de emergência atuam suprindo as necessidades e evitando contrair dívidas, por exemplo. Portanto, também separe um valor fixo mensal para colocar em sua reserva de emergência.

Vantagens da planilha de gastos

Facilita sua vida financeira

Uma planilha de gastos evita dores de cabeça, esclarece as coisas e aumenta nosso potencial financeiro. Fica mais fácil planejar o futuro, viver bem o presente e aprender com o passado. Além disso, suas metas podem ser visualizadas e cumpridas com mais facilidade.

Auxilia na assimilação do fluxo de seu dinheiro

Usar a planilha e atualizá-la constantemente, te mantém a par do destino de seus gastos. Ao saber para onde seu dinheiro está indo, fica mais fácil decidir o que deve ser controlado, cortado ou diminuído. Em alguns casos, você irá perceber que, ao cortar gastos em certas áreas, você conseguirá aumentar os gastos em outras, como em investimentos. Um orçamento equilibrado é a chave para começar ou potencializar seus investimentos

Redução de custos

Para conseguir reduzir seus gastos, é preciso anotar tudo e não esquecer de nada. Inclua sempre gastos fixos e variáveis. 

  • Fixos: aquilo com que você gasta sempre, como aluguel, luz, água e internet, por exemplo.
  • Variáveis: aquilo com que você gasta de vez em quando, como passeios, compras no shopping etc.

Quando se tem tudo anotado, você consegue identificar o que realmente é necessário e o que pode ser dispensado. É uma forma de cortar despesas e se livrar de possíveis dívidas.

Mais investimentos

As planilhas de controle são grandes amigas de quem quer começar a investir e de quem já investe. Quando você tem bem definido suas receitas e despesas, ou seja, quanto você ganha e quanto você gasta, é muito mais tranquilo otimizar suas finanças. Uma boa dica para manter o hábito de investir e ainda potencializar seus investimentos é separar um valor fixo mensal para investir todo mês.

Agora que você já conhece um elemento bastante importante na área das finanças, que tal conhecer os termos mais usados no mercado financeiro? Este material pode ser muito útil para você que se interessa por esses assuntos.

glossario do mercado financeiro

Publicações relacionadas