Toda ideia bem sucedida começa por um plano bem feito. Planejamentos são efetivos pois ajudam a direcionar as ações, avaliar cenários e entender possíveis riscos, e claro, tudo isso leva a decisões melhores e, consequentemente, melhores resultados. Para quem quer investir e melhorar os rendimentos, esse planejamento é exatamente o plano de investimento.

Sem o planejamento efetivo seus investimentos podem ser muito mais arriscados e menos rentáveis, por isso, fazer um plano de investimento é muito importante para quem quer começar a investir ou até mesmo potencializar lucros dos investimentos que já possui.

Para ajudar, veja neste artigo o que é o plano de investimento, qual a importância dele e confira algumas dicas de como você pode começar a fazer o seu.

Ah, e antes de começar, para aproveitar o melhor do mundo dos investimentos, aproveite também para baixar este glossário especial com 103 dos termos mais importantes do mercado financeiro.

glossario do mercado financeiro

O que é plano de investimento?

Um plano de investimento é um documento que ajuda investidores a direcionarem suas aplicações de forma mais efetiva. Com ele, é possível visualizar de forma mais clara quais são os seus objetivos, investimentos que mais se adequam ao seu perfil, orçamento disponível para investir e até o tempo provável para chegar até os objetivos.

O plano de investimento, então, serve como um mapa que irá direcionar o investidor em suas ações e, de certa forma, ajudar a navegar o mercado financeiro. Pode parecer como um passo trivial, mas acredite, o plano de investimento é extremamente importante. 

Em geral, estes são alguns elementos básicos o seu plano de investimento deve conter:

  • Objetivo com seus investimentos. (Comprar um carro? Comprar uma casa ou apartamento? Fazer uma viagem?)
  • Quais são os investimentos adequados para o seu perfil e que irão te ajudar a alcançar esses objetivos.
  • Quais são os maiores riscos desses investimentos e como minimizá-los.
  • Qual o prazo para alcançar esses objetivos. (Esses são objetivos possíveis de serem alcançados a curto, médio ou longo prazo?)

Esses pontos irão te guiar durante a elaboração desse documento e irão facilitar todo o seu planejamento. Existem vários motivos que fazem um plano de investimento um documento essencial. Veja alguns motivos a seguir:

Qual a importância de um plano de investimento?

O plano de investimento, além de servir como o norteador que falamos acima, irá ajudar a evitar riscos desnecessários nas aplicações que podem levar a prejuízos consideráveis. Alguns desses riscos incluem investimentos pouco rentáveis, investimentos de riscos não condizentes com o perfil do investidor e, além disso, o risco de estar investindo mais dinheiro do que deveria.

Evita investimentos pouco rentáveis

O mercado financeiro é bastante diverso. Na imensidão de investimentos disponíveis, a rentabilidade de cada um deles é variada também. Então, realizar um plano de investimento garante que você irá estudar bastante antes de aplicar seu dinheiro, entendendo melhor a rentabilidade de cada um dos investimentos e vendo como eles se encaixam nos seus planos.

Imagine a frustração de prender o seu dinheiro em uma aplicação para, pouco tempo depois, descobrir um investimento semelhante com uma rentabilidade bem maior? Para evitar esse tipo de problema, o plano de investimento auxilia o investidor a entender a fundo cada uma de suas aplicações.

Evita prejuízos em investimentos de alto risco

Quanto maior a promessa de lucros, maior a chance de riscos. Em geral, é essa a máxima de maior importância no mercado financeiro, por isso, é preciso tomar cuidado com investimentos que prometem muitos ganhos em pouco tempo.

Pense no caso recente das criptomoedas. As pessoas que investiram no início, de fato, tiveram lucros expressivos, porém, muitos que entraram na jogada um pouco mais tarde almejando a facilidade nos rendimentos acabaram perdendo bastante dinheiro.

Entender investimentos e estudá-los com calma antes de entrar é essencial para evitar prejuízos em investimentos de alto risco. Para te ajudar a entender melhor isso tudo, você pode conferir nossa lista com livros para investidores que vão do iniciante ao experiente. Esses livros são importantes para que você entenda cada vez mais o mercado financeiro e como potencializar suas aplicações.

Ajuda a investir a quantia correta

Qualquer que seja seu objetivo financeiro, gastar mais do que você ganha é um erro de principiante que pode atrapalhar – e muito – seus planos. Na hora de realizar um plano de investimento você precisará entender melhor onde você quer chegar e, além disso, saber qual a quantia disponível para isso.

Colocando as contas na ponta do lápis existe muito menos chance de investir mais do que deveria e esse dinheiro acabar ficando “preso” em investimentos de longo prazo, ou, pior ainda, prejuízos por conta da retirada precoce.

Como montar um plano de investimento?

Está convencido da importância de elaborar um plano de investimento antes de realizar suas aplicações? Confira algumas dicas importantes que irão te auxiliar a elaborar esse documento e ter mais sucesso em seus investimentos.

Entenda o seu perfil de investidor

O primeiro passo é entender o seu perfil de investidor. Entendendo se você possui um perfil mais agressivo ou mais conservador você poderá definir quais os tipos de investimento que mais combinam com você. Para tal, você precisa, também, entender um pouco mais sobre os diferentes tipos de investimento – entender a diferença entre aplicações de renda fixa e de renda variável – e como eles funcionam. Depois que você conseguir entender isso melhor, conseguirá identificar qual é o tipo ideal para você, seus objetivos e seu orçamento.

Investidores de perfil mais conservador procuram, em geral, investimentos de renda fixa, afinal, esses são mais previsíveis e a possibilidade de prejuízos é praticamente zero. Perfis intermediários procuram investimentos que combinam características de renda fixa com renda variável. Já os perfis mais agressivos, que não se importam de correr riscos maiores, combinam mais com investimentos de renda variável, uma vez que esses são mais voláteis.

Quando você entender qual tipo se encaixa melhor com você está na hora de saber quanto dinheiro você deve investir.

Entenda sua situação financeira atual

De nada adianta investir um dinheiro que você irá precisar em breve, certo? Para realizar investimentos inteligentes é preciso saber quanto dinheiro você tem para aplicar atualmente, de forma bastante realista.

Uma boa dica para isso é realizar um orçamento pessoal – se você ainda não tem costume de fazer esse tipo de conta.

No orçamento pessoal você saberá quanto dinheiro você consegue remanejar todos os meses, quais são suas prioridades e quais os gastos impossíveis de cortar. Assim, fica muito mais fácil saber, de forma realista, quais investimentos você consegue fazer no momento.

Para que você tenha na mãos dados precisos sobre sua situação financeira atual, precisa considerar as seguintes informações:

  • Salário (bruto e líquido!);
  • Gastos fixos (aqueles que são compromisso todo mês, então, são impossíveis de remanejar);
  • Gastos variáveis. (aqueles que não são compromissos mensais);
  • Os investimentos que você já tem e a quantia investida;
  • Quanto é possível investir por mês dentro do seu cenário financeiro atual.

Estude sobre o assunto

Investir não é fácil e muito menos intuitivo. Para quem quer começar a se aventurar no mundo dos investimentos, um dos passos mais importantes, além de realizar o plano de investimento, é simples: estudar sobre o assunto. 

Infelizmente o Brasil é um país que não oferece muitas oportunidades de aprender educação financeira no ensino tradicional básico e médio e isso faz com que, muitas vezes, lidar com dinheiro seja tarefa difícil para as pessoas.

E se você considerar que investir envolve riscos (ainda que baixos), é ainda mais importante estar bem informado e consciente das decisões que está tomando.

Hoje em dia, como já dissemos neste artigo, existem diversos livros sobre investimentos e voltados para os mais variados perfis de investidor e, inclusive, níveis básico, intermediário e avançado. Além disso, a tecnologia facilita bastante na disseminação de informações. Quem deseja se informar mais sobre assuntos pode encontrar na internet um terreno bastante fértil de estudos, com e-books, infográficos informativos, pesquisas e até mesmo vídeo-aulas e cursos online.

Se ainda com tanto estudo você ainda está inseguro, talvez seja a hora de procurar ajuda qualificada!

Procure ajuda qualificada

Como já dissemos, investir não é tarefa simples. Se ainda após estudar, ler e aprender mais sobre investimentos você ainda estiver um pouco inseguro, talvez seja o momento ideal de procurar ajuda qualificada.

Existem profissionais que são especializados em prestar consultoria sobre investimentos. Esses profissionais podem auxiliar investidores de primeira viagem a escolherem melhor onde alocar seus recursos e potencializar os ganhos.

Esse profissional pode não só te ajudar a montar o plano de investimento, mas também entender quanto você consegue investir com o que ganha atualmente e quanto deveria investir para alcançar os objetivos que você colocou.

Estabeleça metas e crie cronograma

O que você deseja fazer com seu dinheiro: viajar, comprar um carro ou uma moto, dar entrada na casa própria? Independente de qual ele seja, você precisa saber isso com clareza. Entendendo qual a sua meta, você consegue ter uma estimativa mais clara de quanto o seu dinheiro precisa render e em quanto tempo você conseguirá alcançar essas metas – curto, médio ou longo prazo.

Assim você consegue criar um cronograma para seus investimentos, baseando-se nos objetivos. Quer lucros mais expressivos e mais rapidamente? Isso fará com que você escolha um investimento um pouco mais agressivo e assim por diante.

Procure investimentos diversificados

Se você ainda não sabe a importância de diversificar investimentos, aprender sobre esse conceito é muito importante na hora de criar o seu plano de investimento. Nenhum investidor quer perder dinheiro, certo? Uma das formas mais estratégicas de potencializar ganhos e diminuir riscos é exatamente esta: diversificando investimentos.

Existem diversos tipos de aplicações para os diversos tipos de investidores e, principalmente, em relação à rentabilidade e riscos. A ideia de diversificar essas aplicações é ligada ao fato de que investir em apenas uma aplicação aumenta os riscos em caso de perda. 

Imagine, se você decide apostar todos os seus recursos em um único investimento e ele dá errado, você pode perder grandes quantias de uma só vez. Porém, se você divide entre aplicações, ainda que uma não dê certo, você ainda tem outros investimentos que podem ser rentáveis.

Então, na hora de montar de forma prática o seu plano de investimento, é importante aprender sobre investimentos diferentes e, claro, saber como aplicar melhor seus recursos em cada um deles.

Avalie constantemente e trace novos planos se for necessário

Por último, a avaliação do seu plano de investimento deve ser constante. Nem sempre será possível acertar de primeira e escolher aquele investimento perfeito para seu perfil e suas metas, não é mesmo? Então, é importantíssimo sempre reavaliar, entender o seu progresso e, se necessário, realizar mudanças para os próximos investimentos. 

Lembre-se que investir é um processo e se tornar um investidor experiente demanda bastante tempo, dedicação e estudo. Especialmente no Brasil, que como já dissemos, não tem tradição de educação financeira na educação básica. Nunca deixe de seguir estudando para entender, cada vez mais, como os seus investimentos podem ficar ainda melhores.

Estabeleça um período para sentar e avaliar a fundo todos os investimentos e ver se eles precisam ser traçados novamente. É importante ver se os objetivos estão sendo alcançados ou se as estratégias precisam mudar. Imagine que você receba uma promoção e um aumento de salário, por exemplo. Poder ser uma boa hora de aumentar os investimentos, potencializar os ganhos e se aproximar ainda mais dos objetivos. Então, não se esqueça dos seus objetivos e de sempre estar em contato com seus investimentos.


Viu como o plano de investimento pode ajudar suas aplicações? Com esse documento, você evita investimentos que não combinam com seu perfil, diminui a chance de prejuízos e entende melhor seus objetivos. Seguindo essas dicas, a chance dos seus investimentos darem bons resultados é muito maior e, assim, você consegue dar passos mais certeiros em direção aos seus objetivos.

Agora que você entendeu melhor a importância do plano de investimentos e está pronto para traçar o seu, aproveite para conferir nosso material especial sobre crowdfunding de investimentos e descubra como essa modalidade pode te deixar mais perto de atingir seus objetivos de vida.

crowdfunding de investimentos

Publicações relacionadas