Independência financeira: o que você pensa quando escuta essas palavras? 

À primeira vista, é normal que muitas pessoas vejam a independência financeira como algo distante e inalcançável, principalmente quando não há informação suficiente sobre o assunto. 

Quem nunca sonhou com a possibilidade de ganhar na loteria e passar o resto da vida vivendo de renda? Muita gente, com certeza! 

Infelizmente, nem todos podem contar com a sorte, e por isso, neste texto iremos te mostrar outras maneiras de conquistar a sua independência financeira. 

Mas antes de continuar, aproveite para conferir nosso curso sobre planejamento financeiro e o passo a passo para construir o seu. 

CURSO PLANEJAMENTO FINANCEIRO INCO

O que é independência financeira? 

A independência financeira pode ter diferentes significados, dependendo do perfil, comportamentos e objetivos de cada pessoa.

Para alguns, é ter a liberdade e a condição de comprar o que quiser, quando quiser, sem precisar se preocupar com dinheiro. 

Já para outros, significa ter renda suficiente para manter um padrão de vida, sem ter que trabalhar para isso. 

Não quer dizer que ao conquistar sua liberdade financeira você deve, necessariamente, parar de trabalhar, mas sim que você não vai mais depender de um emprego fixo para arcar com as despesas. Logo, você pode escolher usar seu tempo para focar em outras coisas, sem se preocupar com a falta de dinheiro. 

Em outras palavras, é fazer o dinheiro trabalhar para você, e não o contrário. 

E ainda que pareça distante, qualquer pessoa, mesmo com pouco dinheiro, tem a capacidade de construir uma fortuna a longo prazo, basta planejamento, controle de gastos, disciplina e tempo. 

Por que conquistar a independência financeira? 

Quando você é independente financeiramente, você se permite aproveitar melhor o tempo e investir em qualidade de vida. Afinal, quando não dependemos do trabalho, podemos nos dedicar a outras coisas, como ao lazer e à família, por exemplo. 

Mas, ainda que ouçamos histórias sobre pessoas que conquistaram sua independência financeira aos 20 ou 30 anos, a verdade é que grande parte dos brasileiros não poupam ou não sabem como poupar dinheiro e por isso estão fadados a trabalhar a maior parte da vida. 

Portanto, se você sonha um dia se aposentar com tranquilidade para viver de renda, esse é o momento perfeito, pois, quanto antes começar, mais fácil será o cominho e mais cedo você poderá usufruir dos frutos. 

Fases da independência financeira

O primeiro passo para traçar o caminho de conquistar a sua independência financeira, é conhecer quais são os seus estágios. Assim você pode identificar em qual estágio você está e o que você deve fazer para alcançar os próximos. Confira:

Independência de dívidas

O primeiro estágio é a independência de dívidas. Elas são um empecilho para atingir o seu objetivo e por isso eliminá-las é fundamental. 

Sem dívidas você terá mais dinheiro disponível para poupar e maior segurança para prosseguir para com as próximas fases. 

Liberdade de curto prazo

O estágio de liberdade de curto prazo diz respeito à pessoas que possuem dinheiro suficiente para viver sem salário durante um período determinado, que varia de dois meses a um ano.

Esse valor pode ser interpretado como uma reserva emergencial, pois, caso algo inesperado aconteça, é importante que você possa usá-lo para cobrir os gastos mensais e não contrair dívidas. Por isso, é essencial que essa reserva seja o suficiente para manter o seu padrão de vida atual.

Independência de emprego

Esse estágio é uma evolução do anterior. Aqui você já possui um retorno maior dos investimentos, permitindo que você tenha mais liberdade e estabilidade para construir a sua vida conforme deseja. 

Isso significa que, se por algum motivo você perder a sua principal fonte de renda, você ainda conseguirá viver por algum tempo, sem muitas dificuldades. 

Conquistar esse nível de independência é fundamental para pais e mães de família. Por exemplo, em caso de mudança de carreira de um dos provedores, ou nascimento de um filho, ter essa reserva permite manter o orçamento controlado.

Independência total

Esse é o último e tão sonhado estágio da independência financeira. Aqui, os retornos dos investimentos superam os gastos, tornando possível a possibilidade de viver desses rendimentos. 

Ao chegar nesse estágio, você não precisará mais de um emprego para se manter, a menos que queira trabalhar por prazer ou para complementar a renda. 

Lembrando que mesmo nessa fase, você não deve parar de investir. Pelo contrário, o segredo é continuar investindo para garantir um fluxo de caixa de acordo com seu padrão de vida. 

7 passos para conquistar a independência financeira

Agora que você entendeu um pouco sobre os estágios da independência financeira, está na hora de aprender os meios para conquistá-la. Para isso, listamos 7 passos que ajudarão você a conquistar o seu objetivo:

Passo um: crie um planejamento financeiro

No Brasil, poucas pessoas possuem educação financeira e sabem como lidar com suas finanças, mas, para conquistar sua independência, é essencial que você tenha em mente um planejamento financeiro.

Esse planejamento deve conter todas as suas receitas e gastos. Mesmo os custos menores, que parecem insignificantes no dia a dia, mas que formam um grande montante no final do mês. Para isso, você pode utilizar planilhas ou aplicativos de celular.

Ele depende, basicamente, dos seguintes pontos: 

  • sua renda atual
  • suas despesas atuais
  • taxa de retorno dos seus investimentos
  • horizonte de tempo
  • suas despesas futuras

A partir dos dados que você colocou na sua planilha ou app, faça uma análise geral do seu orçamento. Identifique para onde está indo seu dinheiro e por onde você pode começar a cortar gastos. 

Você vai perceber que é possível economizar uma boa quantidade de dinheiro através de pequenas mudanças no seu padrão de vida.

Passo dois: conheça seus números

Ao conhecer seus números fica mais fácil estipular quanto você deve reservar por mês para alcançar a liberdade financeira. 

Determine um prazo para atingir seu objetivo e, com base no seu padrão de vida atual, descubra o valor necessário para cobrir os gastos mensais. Lembrando que, com o tempo, as despesas tendem a aumentar. 

Passo três: economize dinheiro

Antes de começar a economizar, é interessante que você entenda e diferencie custo de vida de estilo de vida. O primeiro é necessário, o segundo supérfluo. 

Ao definir bem essas duas categorias, você descobrirá qual o montante de que realmente precisa para viver. 

Os gastos supérfluos são grandes inimigos da saúde financeira e quando conhecidos, podem ser evitados. Ao invés de usar o seu dinheiro para coisas desnecessárias, invista! 

Veja onde você está gastando a maior parte do seu dinheiro e onde é possível economizar. Uma dica é tentar limitar os seus gastos em porcentagem: por exemplo, uma porcentagem para supermercado, uma porcentagem para transporte, uma porcentagem para gastos fixos, uma porcentagem para lazer e uma porcentagem para investir. 

Além disso, como já falamos anteriormente, é importante que você anote tudo para não deixar nada passar. Fazendo isso todo mês, você consegue analisar o que pode ser mudado em seus gastos. Este hábito vai ajudar a dispensar aquela sensação de: “onde meu dinheiro foi parar?”.

Passo quatro: se ainda não tiver, crie uma reserva de emergência

Ter uma reserva de emergência é essencial para quem busca a independência financeira. 

Os especialistas recomendam que ela possua valor equivalente a seis meses das suas despesas mensais. 

As melhores aplicações para essa finalidade são as de baixa volatilidade e de fácil resgate. 

Passo cinco: foque na profissão

Nesse momento, o trabalho é a sua principal ferramenta para ganhar dinheiro. Quanto mais você ganha, mais pode investir e mais rápido alcançará a independência financeira.

Passo seis: estude o mercado

Para alcançar a independência financeira você não precisa ser um especialista em finanças, mas deve conhecer o mercado e suas opções. 

O mercado de investimentos possui uma variedade de opções para diferentes perfis e bolsos. 

Por isso, estude e busque informações para não aplicar de forma errada. Aqui na INCO, você tem acesso a diversos conteúdos que podem te ajudar nesse processo. 

Passo sete: invista o seu dinheiro

Investir o seu dinheiro é a melhor maneira de atingir a independência financeira. 

Antes de escolher onde aplicar, conheça o seu perfil de investidor. Assim você conseguirá determinar quais os ativos mais adequados para você e quanto você está disposto a arriscar. 

O mercado financeiro oferece diversos tipos de investimento, tanto em renda fixa, quanto variável. 

Por possuírem rendimentos mais estáveis e seguros, os papéis de renda fixa devem ser a base da sua carteira. Mas isso não quer dizer que você não deve diversificar na hora de investir. 

Diversificar aplicações é uma excelente estratégia de investimento, pois ajuda você a proteger seu patrimônio e garantir uma boa rentabilidade no médio e longo prazo. 


Como falamos anteriormente, cada pessoa vai definir para si mesmo o que é independência financeira e qual o melhor caminho para conquistá-la. 

Agora que você entendeu um pouco mais sobre o assunto, você está pronto para começar a caminhar em direção ao seu objetivo. 

E se você quer investir o seu dinheiro mas não sabe por onde começar, aproveite para aprender mais sobre os melhores e mais seguros tipos de investimento neste material que preparamos para você: baixe agora o ebook gratuito e entenda como você pode investir a partir de R$1000 com alta rentabilidade!

como investir 1000 reais


Publicações relacionadas