São diversos os tipos de investimento no mercado financeiro que podem ajudar investidores, tanto amadores quanto experientes, a ter uma renda extra. Mas e os investimentos na economia real? Você sabe o que eles são e quais as vantagens em apostar neles?

Alguns investimentos, além de retorno para o bolso do investidor, ainda trazem retorno real para a sociedade, ajudam na criação de empregos e criam outras vantagens, bastante tangíveis. É isso o que é chamado de investimento na economia real.

Neste artigo, você verá o que são os investimentos na economia real, alguns exemplos disso e, mais importante ainda, como apostar nesse tipo de ativo para alcançar novos potenciais de lucro e diversificar suas aplicações. Confira:

Investimentos tradicionais (mercado financeiro)

Antes de falar sobre os investimentos na economia real, é importante entender um pouco sobre os investimentos considerados como tradicionais, ou seja, o mercado financeiro. Eles são os tipos mais comuns e já bastante conhecidos por investidores experientes. Dentro desses investimentos tradicionais estão os de renda fixa e de renda variável e, dentro dessas categorias, é possível escolher entre diversos tipos de aplicações. A aplicação mais certa vai depender, então, do seu perfil de investidor, de seus objetivos e de quanto dinheiro você tem disponível para investir.

Aproveitando, caso você queira descobrir o investimento ideal para cada objetivo de vida, pode dar uma olhada em nosso material gratuito:

investimentos para cada objetivo de vida

Renda fixa

Os investimentos de renda fixa são, como o nome sugere, aqueles tipos em que é possível saber exatamente quanto de retorno você terá, em relação ao dinheiro investido e o tempo de investimento. São considerados como investimentos de baixo risco, pois não há altas chances de perda.

Alguns investimentos de renda fixa mais comuns são:

  • Poupança;
  • Tesouro direto;
  • Certificados de Depósito Bancário (CDB);
  • Debêntures (títulos emitidos para empresas).

Renda variável

O tipo de aplicação por renda variável funciona diferente da renda fixa justamente em relação aos ganhos. Na renda variável, não é possível saber ao certo qual será o percentual de lucro do investidor, pois isso dependerá de vários fatores. Por ser mais volátil, é considerado como um investimento arriscado, pois há chance de que o investidor perca dinheiro, porém, da mesma forma, a sua volatilidade faz com que seja possível lucrar mais em um tempo menor.

Alguns investimentos de renda variável são:

  • Câmbio;
  • Ações;
  • Fundos imobiliários;
  • Fundos multimercados.

Para diversificar as aplicações e fugir um pouco do mercado financeiro tradicional, alguns investidores já começaram a explorar as possibilidades de investir em ativos que estão relacionados à economia real. Veja, então, quais são as vantagens de investir na economia real e, além disso, como é possível entrar nesse mercado.

Investimentos na economia real

Primeiramente, é importante entender porque a economia real é um pouco diferente do mercado financeiro. De forma distinta ao mercado financeiro, a economia real é aquilo que sentimos no dia-a-dia. Diz respeito, por exemplo, às taxas de emprego e desemprego, inflação, PIB, indústrias e muito mais. Tudo isso diz respeito à economia real de um país.

Mas, então, o que significa investir na economia real?

É exatamente buscar investimentos que, de alguma forma, além de trazerem lucros para o investidor, reverberam no dia-a-dia da sociedade.

Um exemplo: se você investir na construção de um prédio comercial, além do fato do potencial de lucro ser grande, aquela construção irá gerar mais empregos, pode valorizar o bairro daquele prédio e, após um certo tempo, os estabelecimentos comerciais que lá serão instalados irão estimular a economia, incentivar novos empreendimentos e muito mais.

Então, podemos dizer que os lucros provenientes de investimentos na economia real não ficam somente no bolso do investidor, mas, também, trazem retorno para a sociedade e são, de alguma forma, um pouco mais tangíveis.

Alguns exemplos de investimentos na economia real:

  • Mercado imobiliário (real estate): investimento em construção de imóveis, residenciais ou comerciais.
  • Loteamentos: divisão de grandes terras em terras menores, abertura de vias e outras ações para venda de lotes, que, futuramente, podem ser convertidos em construção de imóveis.
  • Ativos privados (private equity): investimentos em fundos para abertura de novas empresas.
  • Investimentos florestais: investimentos em plantio de árvores para madeira, por exemplo.

Há relatos de investimentos até mesmo em royalties musicais, uma modalidade ainda bastante desconhecida de investimentos na economia real.

Algumas vantagens de investimentos na economia real

Para além dos lucros tangíveis e do estímulo geral na economia, existem também outras vantagens para procurar investir na economia real.

Um deles é a maior possibilidade de lucros. Alguns desses investimentos são altamente rentáveis e, alguns investidores mais experientes, já afirmam que vale a pena diminuir a rapidez do retorno de investimentos tradicionais em troca de potencializar ganhos.

Outra vantagem diz respeito à diversificação de investimentos. Diversificar investimentos procura diluir a possibilidade de riscos e, assim, fazer com que suas aplicações sejam mais seguras. Como esses investimentos na economia real ainda não são tão conhecidos, as possibilidades são grandes de sair na frente!

E, claro, os retornos mais tangíveis também são muito atrativos. Essa modalidade de investimento, como nos exemplos já citados acima, pode dar mais retorno não só para o investidor, mas para o contexto no qual ele está inserido. Construções, novos estabelecimentos comerciais e novos empreendimentos podem surgir a partir desses investimentos e, consequentemente, estimular a melhoria da economia.

Como investir na economia real?

Agora que você já entende o que é e quais as vantagens de investir na economia real, pode estar achando que esse tipo de investimento está longe demais de sua realidade, certo? Nem sempre! Hoje, existem diversas formas de investir nesse tipo de aplicação mesmo que você seja um investidor iniciante.

Uma dessas formas que vem crescendo bastante é o crowdfunding de investimentos – sejam eles no mercado imobiliário ou em outros setores.

O crowdfunding é uma forma de aproximar investidores menores e o mercado de investimentos na economia real. Mas o que ele é?

Crowdfunding é um termo em inglês e significa ‘financiamento coletivo’, e, por causa do avanço das novas tecnologias, sobretudo da internet, hoje cresce de forma exponencial. Esse tipo de investimento funciona como uma ‘vaquinha’, na qual cada investidor aplica um determinado valor e, dessa forma, o montante arrecadado é utilizado para a realização dos projetos.

Com uma rentabilidade considerada alta (de até 20% ao ano), o crowdfunding torna um pouco mais possível investir na economia real e em projetos de alto impacto. Por meio de plataformas simples e acessíveis, o investidor, até mesmo amador, consegue fazer parte do financiamento de grandes empreendimentos.

Diferentemente dos fundos de investimento, o crowdfunding proporciona uma maior autonomia para o investidor, que pode, ele mesmo, escolher os projetos em que deseja investir.

Então, essa nova tecnologia busca democratizar cada vez mais os investimentos na economia real, levando lucros não só para o investidor, mas, a longo prazo, para a sociedade como um todo.


Investimentos na economia real são uma excelente alternativa para quem busca diversificar suas aplicações e, além de terem um retorno maior, verem, na prática, os resultados de seus investimentos.

Para além de lucros em dinheiro, os investimentos em economia real estimulam a economia do país pois, de certa forma, criam empregos e até mesmo estimulam o surgimento de novos negócios. Por isso, esse tipo de investimento vem sendo bastante considerado e estudado por investidores que buscam retornos maiores e mais tangíveis.

Se você quiser fazer parte desse novo mercado, pode aprender mais sobre como começar a investir mesmo com pouco dinheiro baixando esse material: como investir 1000 reais de forma segura e rentável.

como investir 1000 reais

Boa leitura e bons investimentos!