Por: Mário Pereira

Tempo de Leitura: 5 Minutos

As emoções são o pior inimigo de todo investidor

Todo poupador, quando toma a decisão de investir seu dinheiro em qualquer tipo de aplicação financeira, sai com uma dúvida:

Eu estou tomando a decisão correta?

Por mais consciente que você seja, por mais informado que você esteja e, especialmente, por mais conhecimento que você tenha, quero te oferecer um ponto de vista, todo investimento tem uma chance de dar errado. Grandes investidores do mercado financeiro já erraram, já perderam dinheiro (muito dinheiro) e já se recuperaram. Nomes como George Soros e Warren Buffet já superaram grandes perdas para se tornarem ícones de escolas de investimento totalmente distintas.

MEDO: o pior inimigo da sua rentabilidade

São basicamente, duas formas de se perder dinheiro em QUALQUER APLICAÇÃO financeira

1 – Você pode obter um retorno abaixo da inflação.

Imagine que você fez uma aplicação de R$ 100 mil e teve uma rentabilidade de 5% ao final de 12 meses. Sua aplicação inicial vale agora R$ 105 mil. Acontece que no mesmo período, a inflação ficou em 6%, ou seja, O PODER DE COMPRA DO SEU DINHEIRO ficou menor, mesmo com um retorno de 5%.

Aqui a maioria dos investidores simplesmente não percebe essa queda no poder de compra como perda, afinal de contas, tenho R$ 5 mil a mais ao final de um ano.

Quem (ainda) investe em caderneta de poupança sempre vai ter este risco. Sim, a aplicação mais “segura” do nosso mercado financeiro tem risco. Parece óbvio, mas quando um relatório do banco central informa que a poupança tem um saldo de R$ 800 bilhões, você entende que este tema não é tão óbvio para muitos poupadores brasileiros. O MEDO de experimentar o novo, muitas vezes, impede o investidor de mudar. Eu realmente gostaria (e tento fazer isso com esse newsletter) de ter 5 minutos com cada investidor de poupança deste país.

2 – Perdas no seu capital.

Você aplica R$ 100 mil em um investimento e, um ano depois, ele se desvalorizou para R$ 90 mil. Aqui a perda é real. O MEDO volta a rondar o investidor e, muitas vezes, você resgata seus investimentos de risco apenas pelo medo de “perder” mais dinheiro.

Outro problema: os bancos sabem que você tem MEDO

Atualmente, cerca de 95% dos brasileiros confiam o seu dinheiro aos grandes bancos. Instituições com dinheiro (MUITO DINHEIRO) para investir pesado em propaganda vendendo…
… segurança.

Sabe quais são os produtos mais vendidos pelos “bancões”?

  • Títulos de capitalização.
  • Consórcios.
  • Previdência privada.
  • Caderneta de poupança

E acredite, o seu banco vai fazer o possível para te manter preso a “SEGURANÇA” destas aplicações. Pense por um segundo. No título de capitalização, “você recebe seu dinheiro de volta corrigido”, no consórcio, “você sabe que, ao final de 1.456.362 sorteios, você será contemplado” e na poupança: essa dispensa comentários.
Não é incomum, no meu dia a dia como planejador financeiro, encontrar afirmações tais como, “fundos DI são arriscados”, “fundos multimercados” são perigosos” e a melhor de todas, “se você investir fora do banco, vai perder todo o seu dinheiro”.

Mas se é tão ruim, por que você ainda está lá?

Imagine-se em uma festa ruim, com música alta demais, bebida de qualidade duvidosa e comida péssima. Você está lá, no meio de 5 mil pessoas no melhor estilo “festa estranha, com gente esquisita, eu não tô legal!”. Dois dos seus amigos conseguem sair daquela bagunça, encontram uma festa muito melhor, apenas um pouco mais longe e voltam para te resgatar. Neste momento, a música fica mais alta e o gerente da festa, ao ver a situação, te convida para o lounge exclusivo para pessoas altamente exclusivas onde você vai ter…

… a mesma música, a mesma bebida e a mesma comida ruim.

Mas é exclusivo.

Não vai ser fácil

Acredite, OS BANCOS VÃO FAZER MUITO BARULHO PARA QUE VOCÊ FIQUE LÁ, e quando você decidir sair, receberá a oferta de uma agência exclusiva, um gerente para você chamar de seu e…

Os mesmos produtos de investimentos que você tinha quando não era VIP.
Vou te contar a verdade: Não precisa ter medo…

Quem traz a segurança para o mercado financeiro, não é a propaganda na Fórmula 1, não é o patrocínio a seleção brasileira de futebol e muito menos ao campeonato brasileiro.

Em outras palavras, a bandeira do seu banco não vai garantir o resultado do seu investimento. Aliás, ao ver muitas pessoas presas a este cenário, eu vejo que a “segurança” oferecida pelo “bancão” traz muitos mais riscos ao seu futuro do que qualquer outra decisão de investimentos que você possa tomar.

Quem traz a segurança para um investimento, seja no Brasil, seja no mundo é a REGULAMENTAÇÃO DO MERCADO.

Em Resumo:

Todo produto de investimentos, seja ele de previdência, seguro de vida, crédito privado, título público ou uma ação emitida por uma empresa, passa por todo um sistema legal antes de chegar ao investidor. Para oferecer um plano de previdência, uma entidade precisa passar pela aprovação da SUSEP (Superintendência de Seguros Privados), precisa registrar este fundo na CVM (Comissão de Valores Mobiliários). Para emitir um título de renda fixa, uma instituição obedece a toda uma regulação específica. Não é a ideia aqui oferecer uma aula sobre regulação financeira, a principal mensagem hoje é a seguinte…

O MEDO de investir fora do seu banco não deve ser um fator de decisão na hora de escolher uma aplicação financeira.

Para fugir deste cenário e, especialmente, para ir embora desta festa ruim, fuja do conflito de interesses que existe no seu banco, buscando ofertas de investimentos mais adequadas ao que você quer para o seu futuro financeiro. Esta é a melhor forma de atingir bons retornos e garantir um futuro financeiro tranquilo.

Forte abraço e boa semana

Mário Pereira
Seu consultor de planejamento financeiro.

Publicações relacionadas